História da Thais Guedes

Nascida em São Paulo, no dia 20 de janeiro de 1993, Thais começou suas atividades esportivas, praticando balé com 2 anos de idade, porém a sua grande paixão era mesmo o futebol!

Quando toda a família ia ao mercado sua irmã logo se dirigia para a parte das bonecas com sua mãe e Thais chamava seu pai e logo escolhia uma bola e colocava debaixo do braço para não largar.

Nas vezes em que seu pai saia para jogar uma bolinha pelo time da firma em que ele trabalhava, no intervalo de cada jogo, era certo escutar o choro da Thais querendo  entrar em campo! Durante a infância, sua rotina era estudar de manhã e fazer balé a tarde. Mas quando chegava em casa  ia direto para a rua jogar bola com seus primos! Um belo dia, quando seu pai chegou do trabalho mais cedo, ele a colocou no carro e disse:
 
–  Hoje vou te levar para um lugar especial!
 
Jamais passou na cabeça de Thais que esse lugar seria a escolinha de futebol do São Paulo Center. Aos 6 anos de idade, Thais era a única menina entre os alunos e com isso a direção não deixou a mesma fazer uma aula grátis. De tanto o seu pai implorar marcaram um horario para a menina voltar no próximo dia. E assim foi, lá estava ela, pronta para realizar o que mais gostava de fazer; JOGAR FUTEBOL.

Thais estava toda pronta e equipada com chuteira nova que seu pai tinha comprado para escolinha, que era de Futebol Society.  Hoje, ela relembra essa época, rindo da reação de zombaria dos meninos quando a viram de chuteira de campo.  Porém nada, nem as brincadeiras ou deboches a aborreciam, ela estava mesmo era muito feliz por estar ali!
 
Ao ir embora com seu pai, o professor prontamente correu atrás deles falando que gostou muito de ver Thais jogar e aproveitou para se justificar, dizendo o porquê que anteriormente não queria que deixá-la fazer uma aula, pois estava com medo dos meninos a machucarem.  Ele ficou surpreendido com tanto talento e queria muito que a menina permanecesse na escolinha, mas com uma condição: A PRIMEIRA COISA ERA COMPRAR UMA CHUTEIRA DE SOCIETY.

Infelizmente na ocasião, o Sr. José Rivaldo Oliveira Guedes não tinha condições para comprar outra chuteira e a primeira coisa que ele fez ao chegar em casa, foi pegar uma faca e cortar os cravos da chuteira!
 
No princípio foi bastante complicado para Thais,  pois a maioria dos meninos não a aceitavam, mais com o decorrer do tempo o preconceito foi ficando para trás.  Todas as Copas DIARINHO ela sempre se saia como a artilheira da competição. Nos torneios internos, ela era sempre escolhida como uma das melhores jogadoras, tudo isso ainda como pré-mirim. Quando foi relacionada pra jogar também no mirim a felicidade foi ainda maior, era o resultado dos seus esforços e o inicio da obra de DEUS em sua vida! 

Hoje, Thais tem grandes amigos daquela época,  muitos atualmente a pedem desculpas por terem a tratado com desprezo no começo. Ainda no São Paulo Center, houve uma oportunidade em que passou a existir um time futebol feminino adulto. Vendo Thais jogar com os meninos na escolinha e Thais foi logo convidada para jogar com as meninas. Foi uma experiência maravilhosa, mais infelizmente como não é surpresa pra ninguém o time feminino de lá não foi para frente e terminou!

Sua permanência no São Paulo Center foi de 4 anos, dos 6 aos 10 anos de idade, logo em seguida aconteceu uma enorme tristeza em sua vida, o falecimento do seu pai,  do seu maior incentivador!  Para Thais, o futebol tinha acabado e ela por 3 meses ficou longe das 4 linhas.  Já não via mais graça em nada com a ausência de seu pai.

 Mas graças à uma mulher guerreira, a qual Thais tem um grande orgulho de ser a filha, a Sr(a) Eli Queroz Duarte Guedes não a deixou desistir. Ela sempre abriu mão de fazer muitas coisas até mesmo de cuidar da irma menor de Thais para concluir o que o Sr. José Rivaldo Oliveira Guedes havia iniciado.
 
Veio o convite para jogar no Corinthians Taboão com meninos das categorias Mirim e Infantil e também com um time de meninas adultas! Foram dois anos defendendo o coringão, onde voltou a disputar a Copa DIARINHO, sendo campeã com o time masculino mirim e infantil, e mais uma vez, o feminino não teve tanto sucesso e logo se desfez.
 
Aos 12 anos, o pai de um amigo que jogava no Juniores da escolinha do Corinthians, a convidou para fazer um teste no Clube Atlético Juventus da Mooca, onde só tinha meninas. Thais topou, afinal, não custava nada tentar! E não custou nada mesmo, Thais passou no teste,  e muito emocionada ao sair do campo foi direto abraçar a sua mãe e com lágrimas nos olhos disse:
 
– Eu te falei filha, vale a pena pagar o preço, EU ACREDITO NO SEU SONHO!

Thais, sua irmã e sua querida vovó!

 
Thais ficou no Juventus  por 4 anos e meio, aprendeu muito com sua ex-técnica Magali Fernandes. Maravilhosos, essa é a característica marcante dos anos que ali ela ficou, onde disputou a Copa Jeb’s pelo Colégio Alvorada, uma parceria com o Juventus. Thais sagrou campeã nos anos de 2006, 2007 e 2008.
 
Aos 13 anos de idade foi convocada pra seleção Sub-17, a alegria foi tremenda não só para ela, mas para  todas as suas companheiras de equipe,  foi um MOMENTO ÚNICO.

Thais com sua vó e seu primo, logo após um jogo do Santos FC

Em 2008, Thais disputou o Sul-Americano Sub-17 no Chile e o Mundial na Nova Zelândia! Logo depois do Mundial, Thais teve a chance de ter contato com o Professor Kleiton Lima, na época técnico do Santos Futebol Clube. Kleiton a convidou para ir para a Vila.  No inicio não era o que ela queria pois grande era o seu amor pelo Juventus, para ela só existiam as meninas do Juventus.  Contudo, depois de muita conversa com sua mãe e com o peso do lado financeiro, Thais optou pelo que seria melhor para seu futuro e a decisão de ir para o Santos, foi tomada!
 
Foram 2 anos sendo uma das sereias da Vila. Lá, Thais conquistou grandes títulos ao lado de meninas importantes, meninas com as quais sempre sonhou em jogar! Seu aprendizado foi vasto com o Professor Kleiton. Em 2010,  passou a fazer parte de seu currículo a conquista do Sul-Americano Sub-17 em  São Paulo e a disputa do Mundial Sub-17, em  Trinidad & Tobago. No final deste mesmo ano, Thais teve a oportunidade de atuar pela 1ª vez  na Seleção Principal, no Torneio Internacional da Cidade de São Paulo, onde  substitiu a jogadora Cristiane que infelizmente se contundiu. Com as palavras de tranqüilidade das meninas, e com o apoio do técnico Kleiton, Thais entrou em campo com confiança.
 
Nesse ano de 2011, muitos são os objetivos da nossa amada Thaisinha. O seu sonho de menininha de jogar ao lado da Cris, Marta, Pelle, Grazi, Erikona e outras, foi realizado mais o seu novo e maior sonho é ser CAMPEÃ MUNDIAL da Copa Alemanha 2011 ao lado dessa querida família!

 

Thais, recém-nascida com o seu pai

A Familia de Thais Duarte Guedes (mãe, pai e irmã)


Anúncios